fbpx
farmácias associadas
farmácias associadas

Publicado por Felippe Lopes • 1 de novembro de 2022

Acompanhe a evolução das farmácias associadas à Farmarcas

Saiba como eram, como são e como devem ser as farmácias associadas à Farmarcas nos próximos anos

 

Durante a última década, as lojas da Farmarcas foram marcadas por diversas transformações. Atualmente, é visível a evolução do mix de produtos, da identidade visual e da proposta das lojas populares e convencionais.

 

Essas mudanças acompanharam as principais tendências do mercado e as próprias mudanças que ocorreram na empresa. Nesse sentido, vale a pena recapitular o início.

 

“Em 2012, quando criamos a Ultra Popular, nossa ideia era incorporar um modelo específico de farmácias populares, de acordo com a análise dos modelos de lojas existentes naquele momento. Eram lojas pequenas, com mix de produtos mais focados em genéricos e similares, sem produtos não medicamentosos. Um mix mais simples, com layouts simples e comunicação visual básica”, lembra Paulo Roberto Costa, Diretor Geral.

 

Tudo isso tinha um motivo: tornar essas farmácias associadas competitivas no preço. Essas lojas precisavam ser de baixo custo administrativo e operacional, com estruturas e montagens enxutas.

 

“Começamos as nossas lojas populares nesse modelo, mas conforme fomos trabalhando, passamos a implementar melhorias a fim de nos tornar o melhor e maior grupo associativista do país”, conta Paulo.

 

Mudança de posicionamento das marcas

 

Um dos pontos principais pontos que é preciso destacar, é que ninguém deseja perder um consumidor que está dentro da loja, principalmente se for por falta de produtos.

 

“Logo, a gente começou a mudar o posicionamento, incluindo produtos de maior giro e trabalhando com toda a linha de medicamentos propagados, para além da curva A. Na falta do mix completo, o consumidor até podia achar barato, mas acabava não comprando, pois não vendíamos outros produtos que ele queria”, explica o diretor.

 

Então, uma gestão completa de cadastro e indicadores foi implementada para incluir o Cestão de Ofertas, que já era sucesso em outras redes populares e que trazia um ar de promoção capaz de atrair muitos consumidores.

 

A execução ficava mal acabada em algumas lojas, sem padronização. A partir daí, criamos o Cestão de MDF com o fundo ajustável para fazer a pilha de produtos”, recorda. O modelo acabou sendo copiado por todo o varejo farmacêutico.

 

Devido ao grande número de farmácias abertas no Brasil, a Farmarcas começou a investir na venda de não medicamentos, levando as lojas a ampliarem suas vendas.

 

Porém, padrão que previa fachada vermelha com risquinhos na fachada não tinha exigências quanto à especificação do material. A fachada poderia ser de lona, pintura tinta, mas sem um padrão efetivo.

 

“Nosso diferencial era preço, mas em termos de layout, de comunicação, não tinha nada que inovasse de verdade. A não ser o vermelho, que chamava bastante a atenção e dos nomes, que caíam bem para o consumidor. Era fácil copiar nossa identidade visual, causando confusão no consumidor”, aponta Paulo.

 

 

 farmácias associadas

 

 

Aliando qualidade e preço baixo

 

 

Na sequência, a próxima mudança seria ajustar o padrão visual das lojas. As unidades que eram inauguradas já entravam no padrão.

 

“O preço em si não mudou, pois é resultado de um posicionamento competitivo, fruto do nosso relacionamento e das nossas negociações dentro do pilar estratégico Comprar Bem. Contudo, o impacto visual foi muito positivo em faturamento, pois atraiu mais consumidores e os novos layouts deram espaço para um mix maior de produtos. Passamos a vender mais itens”, pontua Paulo.

 

Outro fator que torna a farmácia mais competitiva é unir preço baixo com comodidade e qualidade. O consumidor encontra tudo o que precisa facilmente, sem estresse, sem precisar fazer pesquisa de preços, completando sua cesta de produtos de higiene, beleza, nutrição e medicamentos. Isso faz com que o sucesso das lojas seja maior.

 

“Se você pegar as lojas de 2012 em um gráfico comparativo de faturamento médio da Farmarcas nesses 10 anos, você vê que o faturamento médio aumenta quanto menor é o tempo de abertura da loja. As farmácias de hoje faturam mais em menos tempo por conta do formato e do mix de produtos, com um custo operacional mais baixo”, diz Paulo.

 

 

 farmácias associadas

 

 

Megalojas e Esquinas Sensacionais

 

 

Depois de todas as mudanças já citadas, veio o fenômeno das megalojas, como as esquinas sensacionais. Todas possuem acima de 200 ou 250 metros quadrados, com um mix bem mais robusto, mais amplitude e preço competitivo, mantendo o layout inovador e agradável. Todas são muito bem localizadas, oferecem o conforto de um ar-condicionado, e contam com pisos de porcelanato.

 

Quem não quer comprar em uma loja assim? “Hoje, os dados de mercado apontam que as grandes redes crescem numa curva pouco inclinada. A nossa curva de crescimento é muito inclinada. De todas as lojas, a popular tem o crescimento mais acentuado, mas todas as nossas lojas crescem muito”, conta o Diretor Geral.

 

Nesse ritmo, a Farmarcas deve alcançar o faturamento das grandes redes em 4 anos. As megalojas foram fundamentais para isso.

 

 

Esquinas Sensacionais

 

 

As farmácias associadas e o futuro

 

 

Atualmente, o momento é de organizar e padronizar as lojas oriundas do rápido crescimento dos associados, colocando mais inteligência por trás da exposição e da categorização de produtos dentro dos pontos de venda. A ideia é superar um certo amadorismo do mercado.

 

“Quando visitamos as farmácias associadas, ainda vemos muitos erros na disposição de produtos. Estamos dando um passo atrás MEGALOJA para mexer no básico e seguir avançando em todos os modelos de lojas, principalmente os de Esquinas Sensacionais, com muitas oportunidades pros associados.

 

Uma loja nova da Farmarcas, hoje, não custa menos de R$ 800 mil, mas pode chegar a mais de R$ 2 milhões em determinados casos. O retorno do investimento é praticamente garantido, com faturamento e crescimento em patamares muito altos em relação ao mercado.

 

Vale salientar que o alto custo da montagem das lojas não se deve apenas aos novos modelos mais ousados e grandiosos,
e sim por conta do aumento dos preços de logística e matéria-prima. “Deixamos de sortear lojas montadas para os nossos associados porque isso perdeu o sentido.

 

Hoje, há outros prêmios, viagens e ações, que se tornaram mais interessantes”, comenta Paulo. As prioridades das pessoas também evoluíram junto com os nossos pontos de venda.

 

 

Gostou deste conteúdo e quer ficar por dentro de todas as novidades do associativismo farmacêutico? Então aproveite para conferir nossos artigos no blog e baixe nossos materiais gratuitos!

 


0

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentários


  • Warning: Undefined array key 180 in /home2/farmarcascom/public_html/wp-content/themes/farmarcas/functions.php on line 362
    Miguel Silva Sirqueira says:

    Muito bom essa promoção das farmacas


    • Warning: Undefined array key 180 in /home2/farmarcascom/public_html/wp-content/themes/farmarcas/functions.php on line 362
      Diego Moritz says:

      Olá, Miguel! Como vai?
      Ficamos muito felizes em saber que você gosta da Promoção Farmarcas!
      Desejamos boa sorte!