Saiba como melhorar o fluxo de caixa da farmácia

Uma boa gestão financeira passa, necessariamente, pelo controle do fluxo de caixa da farmácia. O cuidado com todos os registros de entrada e saída de valores é fundamental para garantir bons resultados para o negócio.

Cuidar do fluxo de caixa da farmácia não significa ganhar muito dinheiro de uma vez, mas sim, administrar bem o que é ganho. O mercado farmacêutico tem oscilações e, mesmo com os lucros da empresa em patamares altos, se não há uma atenção às saídas, logo o que era um valor positivo passa a ser insuficiente para manter o negócio.

Entre os erros mais comuns do gestor que não cuida do fluxo de caixa da farmácia está gastar mais do que se tem e contar com entradas ou saídas que ainda não aconteceram. Quando existe a falta de controle dos registros e decisões baseadas em suposições, não há uma compreensão da gestão do negócio.

Dados para o planejamento estratégico

O fluxo de caixa da farmácia está relacionado à boa gestão de todos os departamentos da empresa. Os números vão para a contabilidade gerencial, responsável pela estruturação contábil, pelos demonstrativos e informações sobre a saúde financeira do negócio. A projeção do fluxo de caixa da farmácia vai considerar o planejamento das parcelas de saídas e qual será o lucro real para cada momento da empresa.

Ao interpretar os dados do fluxo de caixa da farmácia é possível apurar melhor os custos, usar os valores da empresa de forma mais adequada e compreender mais profundamente as metas estabelecidas.

Qual o papel do gerente da farmácia?

O planejamento tributário também utiliza os dados do fluxo de caixa da farmácia. Além disso, o departamento comercial (compras) também consegue determinar as estratégias de promoções ao verificar os momentos de alta ou baixa de preços demonstrados nos relatórios.

Controle das dívidas da empresa

A equação Receitas menos Despesas igual a Lucro é bem conhecida entre os gestores. Porém, a falta de controle do fluxo de caixa da farmácia pode fazer essa conta não fechar. Se o volume de despesas for muito maior que o planejado, as dívidas podem se acumular e comprometer o lucro da empresa.

Como saber se tenho uma farmácia rentável?

A falta de planejamento prejudica o controle contábil. Vale lembrar que os custos registrados na saída do fluxo de caixa da farmácia não são classificados como dívidas, pois os valores são provisionados.

Dicas para não comprometer o fluxo de caixa da farmácia

Ter um bom controle do fluxo de caixa da farmácia é fundamental para garantir o desenvolvimento da empresa. Confira 6 dicas para não comprometer o fluxo de caixa da farmácia:

Controlar o fluxo diário

Geralmente as empresas fazem o balanço de custos e lucros mensalmente. Mas, para o proprietário ter uma farmácia em pleno progresso, o ideal é analisar e controlar o fluxo de caixa da farmácia com mais frequência. A análise constante garante maior controle sobre os gastos e auxilia o gestor a saber o quanto deve economizar no futuro para não comprometer o saldo no final do mês.

Profissionalize a gestão da farmácia e melhore seus resultados

Separar contas pessoais de jurídicas

Misturar contas particulares com as contas da empresa é um dos maiores erros que os gestores cometem. Essa prática compromete o fluxo de caixa da farmácia e gera grandes transtornos para a gestão financeira da drogaria. Ao pagar e receber os valores pessoais e empresariais na mesma conta, fica mais difícil controlar o fluxo de caixa da farmácia e saber como o dinheiro está sendo gasto.

Gastar apenas o dinheiro que está em caixa

Muitas farmácias recebem pagamentos de forma parcelada, mas caem na armadilha de gastar os valores antes que as parcelas sejam creditadas na conta. Para garantir um bom fluxo de caixa da farmácia, o gestor precisa gastar apenas o dinheiro que está em caixa. Caso tenha recebido pagamentos a prazo, deve considerar a entrada de valores somente nas datas em que os valores serão compensados em conta bancária.

Não deixar o controle de contas nas mãos de terceiros

Fazer todo o fluxo de caixa da farmácia e não deixar o controle das contas nas mãos de terceiros é a maneira mais segura para ter uma boa gestão financeira da drogaria. Seja por falta de conhecimento ou de tempo, muitos empreendedores transferem a responsabilidade das questões financeiras para o contador. Essa é uma grande falha na gestão financeira, pois o gestor precisa ter conhecimento de toda a rotina da farmácia. E isso inclui também o fluxo de caixa.

Posso delegar a gestão da farmácia para alguém de confiança?

Não mascarar os registros da empresa

Para ter um bom controle do fluxo de caixa da farmácia é preciso realizar os registros de entrada e saída de valores sem erros. Caso haja alguma diferença, é preciso corrigir dentro das possibilidades legais vigentes. Mascarar os registros da empresa, além de ser uma prática ilegal, pode comprometer gravemente o fluxo de caixa da farmácia e, consequentemente, os resultados do negócio.

Automatize a gestão da farmácia

A tecnologia é uma grande aliada para o gestor que busca mais eficiência na administração financeira da farmácia. Entre outras atividades, o fluxo de caixa também pode ser automatizado. Há no mercado muitas ferramentas de gerenciamento para efetuar os registros e auxiliar nos processos, que tornam o trabalho mais ágil e eficaz.

Entre os diversos equipamentos disponíveis para o varejo farmacêutico estão computadores, leitores de códigos de barras, nobreaks e pin pads. Para escolher o melhor para a farmácia, é preciso buscar fornecedores com boa carteira de clientes e com experiência no ramo farmacêutico.

Planeje a expansão da rede

Muitos empresários que possuem valores para grandes investimentos acabam se perdendo na gestão financeira do negócio. Inaugurar várias filiais é ótimo para dominar mercados e conquistar mais clientes, mas é preciso muito planejamento para não prejudicar o fluxo de caixa da farmácia.

20 dicas para você montar uma drogaria de sucesso

Até que as lojas atinjam o ponto de equilíbrio, o fluxo de caixa pode ficar impactado com grandes volumes de pedidos iniciais e processos de montagem de novas drogarias. É preciso ter em mente que as lojas levam certo tempo para “se pagar” e que o fluxo de caixa da farmácia é muito importante para manter as drogarias que já estão em funcionamento em pleno desempenho.

Fazer o controle do fluxo de caixa da farmácia e tomar todos os cuidados na hora de realizar as atividades financeiras é fundamental para garantir bons resultados para a farmácia e prosperar no mercado de varejo.

Gestão Financeira da Farmácia