Conheça os principais erros ao contratar um funcionário para a farmácia

Um negócio de varejo lucrativo precisa ter bons profissionais, para isso é preciso evitar erros ao contratar um funcionário para a farmácia. Ter uma equipe qualificada é fundamental para alcançar os resultados esperados.

Em geral, o processo seletivo das farmácias é feito pelo gestor. Muitas vezes a falta de experiência na elaboração de estratégias de recursos humanos acarreta erros ao contratar um funcionário.

O papel do recrutador é compreender as motivações e expectativas do candidato, bem como as suas habilidades técnicas e comportamentais. Com isso é possível entender a necessidade da vaga e alinhar com as opções recebidas.

Após anunciar a vaga e receber uma infinidade de currículos, o gestor precisa encontrar o candidato com o perfil adequado aos valores da empresa. Dessa forma é possível alinhar as expectativas do futuro colaborador ao que a drogaria poderá oferecer.

Depois de uma análise do currículo e da entrevista, é preciso relacionar todas as informações com as necessidades da empresa. Para auxiliar o gestor nessa tarefa difícil, preparamos algumas dicas sobre os principais erros ao contratar um funcionário. Confira:

Não ter o responsograma definido

A primeira atividade fundamental antes de qualquer processo seletivo é ter muita clareza sobre as responsabilidades desse futuro colaborador. Com isso bem definido é possível iniciar as buscas pelo profissional que a empresa necessita.

Estruture o responsograma da equipe para ter uma farmácia eficiente

Planejar uma contratação de curto prazo

Muitos tipos de negócio abrem oportunidades temporárias de contratação. No caso da farmácia, é preciso compreender que, apesar das demandas sazonais, reter talentos para compor uma equipe coesa e experiente pode ser uma boa estratégia para a alcançar melhores resultados a médio e longo prazo.

Divulgar poucas informações sobre a vaga

Para evitar erros ao contratar um funcionário para a farmácia, o ideal é anunciar a vaga com o máximo de informações possível na descrição do cargo e das exigências. Isso ajuda a direcionar os profissionais a se candidatarem à função. Esse ponto é muito importante, pois agiliza o processo com mais assertividade no recebimento de material.

Não pesquisar sobre o candidato

Mesmo que a primeira impressão seja boa, o gestor precisa pesquisar mais sobre a experiência e perfil do candidato. Um dos erros ao contratar um funcionário para a farmácia é basear a escolha em poucas informações e não conseguir suprir as expectativas da empresa em relação ao candidato. Esse fato leva a um desgaste de ambas as partes. Além disso, gera mais custos para implantar um novo processo de seleção.

Qual o papel do balconista da drogaria?

Fazer uma entrevista muito superficial

O momento da entrevista é um dos mais importantes no processo de seleção. O objetivo é conhecer melhor o candidato e suas experiências profissionais. Um dos erros ao contratar um funcionário para a farmácia é fazer uma entrevista muito superficial e não perguntar sobre a experiência do candidato na sua trajetória profissional. A entrevista é fundamental para o gestor obter informações que ajudem a buscar um profissional alinhado às necessidades da farmácia.

Não manter contato visual e empatia na entrevista

Durante a entrevista, o recrutador precisa ter uma atitude que demonstre interesse e empatia pelo candidato. Nenhum profissional vai gostar de trabalhar em uma farmácia que o recrutador tiver uma postura distante e desagradável.

Falar mais do que o candidato

Para cumprir o papel de um bom recrutador, o gestor precisa ouvir mais o candidato do que falar. Isso porque é preciso permitir que o candidato se expresse e demonstre suas características, não apenas nas palavras que diz, mas em sua postura e comportamento durante a entrevista.

Fazer entrevistas muito curtas

Os primeiros momentos de uma entrevista servem para o recrutador se apresentar e também para “quebrar o gelo” que o momento pode trazer ao candidato. É importante que a duração da entrevista não seja muito curta, pois dessa forma haverá tempo suficiente para o recrutador conhecer o candidato e esclarecer todas as dúvidas sobre o perfil. Entrevistas com duração menor do que 30 minutos podem dificultar a obtenção de informações suficientes para uma boa avaliação do recrutador.

Basear a contratação apenas no currículo

Um dos erros ao contratar um funcionário para a farmácia é basear a contratação somente nas informações do currículo. Apesar de alguns candidatos apresentarem bom nível de formação e experiência, é preciso conhecer a postura e o comportamento do candidato. O gestor só vai conseguir saber mais informações em uma entrevista pessoal.

Saiba delegar as atividades da farmácia para ser um gestor de sucesso

Escolher o candidato com base na baixa pretensão salarial

Contratar e manter um funcionário gera alto custo para a farmácia. Pensando nisso, muitos gestores escolhem o candidato com base apenas na baixa pretensão salarial. Isso pode ser um grande erro ao contratar um funcionário. Nesse caso, podem ocorrer muitos problemas, como desmotivação do colaborador, que pode buscar outras oportunidades, ou mesmo falta de qualificação técnica para o cargo.

O gestor precisa buscar o equilíbrio entre o valor que a farmácia pode gastar e o que o candidato espera. Nesse sentido, é interessante incluir os benefícios oferecidos como um diferencial na contratação. Ter uma conversa esclarecedora com o candidato sobre as pretensões ao cargo é fundamental para um processo seletivo mais assertivo.

Não incluir os encargos nos cálculos da contratação

Contratar um funcionário requer um custo que precisa ser planejado. Os valores não se restringem apenas ao salário e impostos, mas a todos os gastos com o anúncio da vaga, a verificação de referências e a realização de entrevistas. Após a contratação, o gestor deve estar ciente de que outros custos serão incluídos no processo, como elaboração de documentos, treinamento do novo funcionário, entre outros.

Não preparar o ambiente de trabalho

A contratação de um funcionário para a farmácia requer planejamento. Os outros colaboradores precisam estar cientes da chegada de um novo membro na equipe para integrá-lo da melhor forma. Além disso, todos os equipamentos e materiais para o trabalho precisam estar disponíveis para o colaborador iniciar as suas atividades.

Não considerar os custos de uma eventual demissão

Apesar de todo planejamento e cuidado na contratação, é possível que o colaborador não se adapte às atividades do cargo e tenha que ser demitido. Vale lembrar que uma demissão acarreta mais custos para a farmácia, como as verbas trabalhistas. Para não ter prejuízos, é importante planejar todos os custos envolvidos nesse processo.

 

Atrair novos talentos para fazer parte da equipe da farmácia é uma tarefa que necessita de cuidado e planejamento. Ter profissionais qualificados e que se identificam com os valores da empresa é fundamental para conseguir um bom desempenho nas atividades e resultados positivos nos negócios.

 

Saiba como expor os produtos na farmácia para vender mais




8 Comentários

Deixe uma resposta