fbpx
Associativismo farmacêutico
Associativismo farmacêutico

Publicado por Felippe Lopes • 24 de agosto de 2021

O associativismo farmacêutico pelo Brasil profundo!

Conheça histórias de empreendedores que prosperam com o associativismo farmacêutico por todo o interior do Brasil!

 

Apesar do Brasil ser conhecido pela sua vastidão, o associativismo farmacêutico tem estado presente em grande parte do território do país. Das mais de 1200 lojas das 11 redes associadas à Farmarcas, inúmeras delas estão em cidades do interior.

Muitos empresários já perceberam a oportunidade de desbravar novos territórios, ampliando a margem de lucro e conquistando mercados pouco explorados. Para que possamos ter uma dimensão melhor desse alcance, acompanhe abaixo um pouco mais sobre o projeto Brasil Profundo.

 

O projeto Brasil Profundo

 

Antes de tudo, é importante abordarmos sobre como surgiu a ideia de expandir o associativismo farmacêutico pelo interior do Brasil. Desde sempre, a missão da Farmarcas sempre foi cuidar de pessoas e esse cuidado passou a ter uma função social ainda maior em municípios remotos, onde a população carece de serviços de saúde.

Pensando nos associados dessas cidades e em suas necessidades, a Farmarcas iniciou o projeto Brasil Profundo, onde os objetivos principais são:

 

– Mapear e selecionar regiões remotas do Brasil onde existam lojas da Farmarcas;

– Checar como essas lojas colocam as estratégias e ações em prática;

– Entender as características da região, dos concorrentes e das lojas, assim como as dificuldades e barreiras para adotar estratégias eficazes;

– Colher feedbacks de clientes e analisar o comportamento dos consumidores locais;

– Criar e otimizar processos com foco na experiência do associado.

 

Aliás, por meio desse projeto, também é possível criar indicadores mais adequados e promover estratégias assertivas para cada caso. Dentro do processo, é feita a análise dos concorrentes e do perfil do local, para checar a possibilidade da digitalização, do uso de ferramentas de comunicação e a capacidade de vendas.

 

Expectativas para o associativismo farmacêutico no interior

 

Segundo Jhonatan Teixeira, Gerente de Sucesso do Associado da Farmarcas, a tendência é que esse trabalho seja ainda mais aprimorado. “Conforme a pandemia for controlada, a expectativa é de que membros de diferentes equipes da Farmarcas, como Marketing, Comercial, Inovação, Expansão, Sucesso do Associado e Capacitação, por exemplo, possam visitar pessoalmente um grupo muito maior de cidades, em diferentes estados”, diz ele.

Para Edison Tamascia, presidente da Farmarcas, é fundamental expandir os horizontes. “Nós não seremos capazes de continuar evoluindo e criando condições de desenvolvimento para os nossos associados, considerando apenas a visão de mundo que temos a partir da Avenida Paulista”, completa ele.

 

Os empresários pioneiros do Brasil Profundo

 

Hora de conhecer um pouco mais sobre os empresários que toparam o desafio de desbravar o Brasil Profundo. Atendendo públicos distintos e com lojas em diferentes estados do país, esses pioneiros não tiveram medo do novo e encararam a jornada de peito aberto. O resultado? A consolidação de suas lojas, o sucesso financeiro e a realização do sonho!

Aéliton Mota é proprietário de farmácias da rede Ultra Popular no interior da Bahia. Para ele, investir na capacitação tem sido fundamental para o sucesso do empreendimento. “Investimos muito em treinamento e nos preocupamos com a adequação das nossas ferramentas e práticas à cultura local”, diz ele.

Em meio ao clima quente e às paisagens do cerrado, Augusto Bezerra e Carolina Brezolin acreditaram na oportunidade de crescimento em Confresa, interior do Mato Grosso. “Embora estivéssemos instalados no pior ponto da cidade, nosso trabalho focado na excelência do atendimento, aliado ao mix de produtos de qualidade, preços competitivos e a valorização de pessoas acabaram atraindo o progresso comercial para o local”, diz Carolina.

No caso de Fernando Brandão, proprietário de lojas Entrefarma e Ultra Popular em Minas Gerais, o avanço tem sido consistente. “A comunicação visual das lojas e a nova política de preços teve um grande impacto na vida das pessoas. Além disso, também ajudou a modernizar o comércio local, pois o cartão de crédito, hoje, é muito mais comum em todo o varejo”, completa Fernando

 

Por meio de ferramentas exclusivas e um suporte diferenciado, a Farmarcas segue oferecendo oportunidades de progresso para associados das mais diversas regiões do Brasil.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *