fbpx
descarte de medicamentos
descarte de medicamentos

Publicado por Felippe Lopes • 7 de outubro de 2021

Descarte de medicamentos: Entenda como funciona!

Saiba como funciona o descarte de medicamentos e a importância da sua implantação nas farmácias!

 

O Brasil é um dos países que mais consome medicamentos em todo o mundo, entretanto ainda não existem legislações que regulamentem como devem ser descartados. Compreendendo a importância desta pauta, a Farmarcas já iniciou uma movimentação em suas redes associadas, a fim de incentivar o descarte de medicamentos da forma correta.

Pensando nisso, hoje trouxemos um conteúdo especial para sanar algumas dúvidas frequentes e apresentar a forma como a empresa tem se posicionado acerca do tema. Quer entender mais sobre o descarte de medicamentos? Então acompanhe abaixo!

 

Por que não podemos descartar medicamentos no lixo comum?

 

Um dos principais motivos pelo qual não devemos fazer o descarte de medicamentos no lixo comum, é por conta do impacto ambiental gerado por eles. Muitos contêm substâncias que podem ser tóxicas ou se tornar tóxicas após a sua decomposição.

Além disso, quando jogados em locais inadequados, como no lixo ou no esgoto, os medicamentos ainda podem contaminar a água e o solo. Assim, contaminam peixes e até mesmo outras pessoas que consumam essa água ou se alimentem desses animais. Por fim, o descarte incorreto também coloca em risco os profissionais que entram em contato com o resíduo, como garis e catadores.

 

O que a lei diz sobre o descarte de medicamentos?

 

No Brasil, não existe uma lei específica para o descarte e tratamento de medicamentos. Entretanto, de acordo com o Decreto nº10.388/2020, que entrou em vigor em dezembro de 2020, se tornou obrigatória a disponibilização de um móvel para descarte de medicamentos em cidades com mais de 200 mil habitantes.

Existe uma expectativa para que todos os estados do Brasil tenham a responsabilidade de oferecer esse serviço para os consumidores. A Farmarcas decidiu antecipar esse processo de forma gradual nas redes associadas, começando com as cidades mais populosas, como São Paulo. Isso reforça o compromisso da empresa com a sustentabilidade.

 

A implantação do descarte de medicamentos pela Farmarcas

 

Dessa forma, o mobiliário “Lugar Certo” foi disponibilizado nas lojas, para que os clientes descartem medicamentos vencidos. Com um tamanho equivalente ao do balcão de atendimento, o coletor é facilmente encaixado e fica visível para todos que entram no local. O móvel conta com dois recipientes, sendo um para o descarte de medicamentos e o outro para o descarte de caixas e bulas.

A farmácia tem a obrigação de oferecer o móvel e fazer a coleta final. Dessa forma, nossos distribuidores estarão envolvidos no processo, pois serão responsáveis por recolher e realizar a incineração os resíduos recolhidos. Em um momento futuro, a Secretaria do Meio Ambiente disponibilizará um sistema eletrônico em que todas as drogarias associadas à Farmarcas já estão cadastradas. Assim, vale dizer que, mesmo com decreto em vigor, esse sistema ainda não está totalmente implantado.

Com os contentores em produção, no último dia 31 de agosto, a Farmarcas levantou o número de todas as lojas que já estavam inauguradas e todos os projetos que se encontram na área de expansão (251 no total). Cada uma das lojas receberá uma unidade do móvel e, a partir de agora, todo novo projeto elaborado já o contemplará no layout oficial.

 

Como reduzir o descarte de medicamentos?

 

Algumas atitudes também podem ser adotadas para reduzir a quantidade de remédios que serão descartados:

 

– Procure comprar medicamentos isentos de prescrição médica apenas quando for realmente necessário;

 

– Nunca interrompa um tratamento por conta própria. Siga exatamente a prescrição do seu médico;

 

– Compre a quantia exata do medicamento;

 

– Antes de se consultar, faça uma lista dos medicamentos que já possui, assim você pode aproveitar para utilizá-los caso seja necessário.

 

Faz parte da essência e do DNA da Farmarcas estar sempre a frente do mercado. Iniciativas como essa, mostram não só a preocupação com associados e consumidores, mas também com o futuro do meio-ambiente.

 

Assine nossa newsletter


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *